decadcultural
 

A decadência cultural é culpa de quem?

Em tempos de BBB, a coisa mais comum do mundo é ouvir e ver quanto se acusa a decadência cultural brasileira.

Não vou mentir. Eu sei que é verdade.
Não que a Cultura decaiu em si. Isso é estúpido dizer. Mas decaiu se relacionada a tempos passados.

Penso ser indiscutível, completamente desnecessário argumentar.
Prefiro mesmo me ater à relação passado/presente.

Em termos simples:
Você, que considera o BBB decadente, recomendando leitura de livros, no Facebook, leu o último quando? Antes dele, leu qual? No último ano, leu quantos? Rola falar sobre eles? Digo: o nível de absorção foi bom?

Você, que manda o cara do comentário do G1 estudar História, estudou? Mesmo?

Você, que diz que X é arte e Y vandalismo, sabe usar um pincel? Consegue fazer melhor?

Você, que diz que as letras de música atuais são pobres e nojentas, sabe compor ou, pelo menos, entregou uma poesia quadrada pronta para um músico trabalhar?

E você, que diz que Kefera nunca deveria ter escrito um livro, escreveu algum com algo mais a dizer que o dela?

Sabe? Desde bem jovem, por sorte tive um Mentor. Marcos Juan é seu nome.
Um padre argentino daqueles de filme de época. Um “capo“, como ele mesmo costumava dizer.
Uma das principais coisas que ele me ensinou (fazendo) foi: criticar é construir. Criticar é apresentar pelo menos o caminho da solução.
Humildade é andar em verdade“, ele dizia com o sotaque portunhol dele. E é isso!

Adianta de quê passar a vida dizendo que a comida do outro é horrível, sem fritar um ovo sequer?

Vamos, pelamordideus, de uma vez por todas entender que “quem manda, melhor faz”, como sempre disse o velho ditado (que cabia mais como ditame, como guia)?

Sim. A Cultura está decadente.
Só que não adianta nada ficar com o rabo na poltrona, reclamando.

Se não pretende elevá-la novamente, ao menos tenha respeito com o que está sendo feito de fato.
Bem ou mal, pelo menos está feito. Princípio universal do “bom o suficiente”.

#fikdik

CC BY-NC-ND 4.0This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License. Permissions beyond the scope of this license may be available at Mario Feitosa - Políticas.